(51) 3584-4977   |     Locação (51) 98445-3994   |     Vendas (51) 99308-5482

Novidades

Prefeitura garante renovado Parcão com segurança reforçada e cercamento segue como alternativa.

03jul 2017

Aos sábados, domingos e feriados, Guarda Municipal reforçará efetivo no local.

Desde quinta-feira da semana passada, mais de dez mil pessoas já passaram pelo renovado Parcão de Novo Hamburgo. Reaberto à comunidade após mais de três meses fechado, o Parque Luiz Henrique Roessler, conta com novos brinquedos, bancos, quadras poliesportivas, campo de futebol, bebedouros, banheiros, melhorias nos acessos e toda a estrutura necessária para aproveitar o contato com o chamado pulmão verde de Novo Hamburgo. Estes recursos para investir no Parcão foram viabilizados em contrato com o BID ainda na gestão do ex-prefeito Jair Foscarini (2005-2008).

Além dos elogios ao espaço, tem outra questão sendo reiteradamente levantada pela comunidade desde a semana passada: o Parcão está seguro? Segundo informação repassada pela Prefeitura de Novo Hamburgo, o local está recebendo atenção especial da Guarda Municipal. “De acordo com a Secretaria de Segurança existe um monitoramento 24 horas do parque, sendo realizado pela Guarda Municipal, através de rondas constantes. Aos sábados, domingos e feriados é aumentado o efetivo”, destacou a nota enviada pela assessoria.

Uma outra questão envolve o cercamento do Parcão. A colocação de grades seria uma das alternativas para impedir rotas de fuga e inibir a atuação de criminosos. Este assunto também foi abordado na nota enviada pela assessoria da Prefeitura. “Sobre o cercamento da área, a Secretaria do Meio Ambiente está estudando a possibilidade.”

Publicidade

Em novembro do ano passado, menos de dois meses antes de assumir como secretário do Meio Ambiente, Udo Sarlet participou de reportagem do Portal Martin Behrend sobre o cercamento do Parcão. Naquela matéria, Sarlet foi claro: “Sou favorável ao cercamento.” A matéria completa pode ser conferida no link a seguir http://www.martinbehrend.com.br/noticias/noticia/i....

Abaixo vai a manifestação do atual titular da Secretaria do Meio Ambiente de Novo Hamburgo:

“Não existem impedimentos legais para fazer o cercamento do Parcão. Sou favorável ao cercamento. É uma proteção para as pessoas que circulam e também para fauna e flora do local. O cercamento não visa a restringir, mas garantir que se preserve a segurança de quem usa o parque e traga tranquilidade, por exemplo, para animais que vivem dentro da área de 56 hectares. Naturalmente, cercar todo esse espaço envolveria um grande valor.

Há alguns anos, foi feita uma projeção tendo como base uma cerca tecnicamente adequada e, apenas fazendo uma estimativa linear, o orçamento superou R$ 1 milhão – sem contar algumas intervenções especiais que deverão ser necessárias em função de irregularidades no terreno. Numa pesquisa realizada com usuários do Parcão e moradores do entorno, o resultado foi amplamente favorável ao cercamento de toda área.

O Parque do Ibirapuera, em São Paulo, é cercado. Alguém é privado de ir até lá? Não. E temos um parque preservado e de grande convivência entre as pessoas e o meio ambiente. Outros casos que temos são o Parque Tanguá e o Jardim Botânico de Curitiba, que são cercados. Isso não impede a circulação das pessoas, mas se coloca um regramento e se tem um maior controle. Regrar não é proibir.

É sempre bom lembrar que temos dentro do Parcão animais com hábitos noturnos. Garantir a tranquilidade deles também é um dever e uma responsabilidade. Posso citar uma família de graxains que vive no Parcão e também temos a presença de lagostins com origem endêmica, que são objetos de pesquisa. Dentro do próprio Parcão temos diferentes zoneamentos, com aproveitamentos diferentes. Tem regiões em que não se permite construir, já temos as áreas administrativas e de lazer, que são com entendimentos diferentes. “

PARCÃO

Fundado em 19 de fevereiro de 1990, o Parque Henrique Luiz Roessler é uma Unidade de Conservação (UC) de Uso Sustentável. Visitar o Parcão, que dispõe de 54,1 hectares de vegetação nativa, é entrar em contato com a riqueza da fauna e da flora rio-grandense. Também é uma oportunidade de conhecer um pouco sobre o ambientalista Roessler, que dá nome para a maior área verde com estrutura de lazer de Novo Hamburgo. O parque, com acesso principal pela Rua Barão de Santo Ângelo, no Bairro Hamburgo Velho, oferece um programa educativo às escolas, voltado para o aprendizado ambiental dos alunos.

Espaço vem recebendo elogios da comunidade e já recebeu milhares de visitantes. PMNH/Divulgação

Fonte: https://www.martinbehrend.com.br/noticias

Foto: http://amooparcaodenovohamburgo.blogspot.com.br